top of page
9.png
4_1.png
7.png
Ativo 32.png
6.png
5.png
2.png
1.png
3.png
LOGO.png
  • LinkedIn - Círculo Branco

Eu sou Ariel, artista, comunicador, homem trans, vegano, ex-crente e sem instagram desde 2021. Sou o diretor

do filme "Preciso Dizer que Te Amo", que aborda a valorização da vida da comunidade trans; cofundador e diretor-executivo do Observatório da Diversidade na Propaganda. 

ariel-home-page.png

Entrei na lista do Papel & Caneta. Três vezes. Em 2017, com a consultoria Pajubá, por ajudar marcas a se comunicarem com a comunidade LGBTI+. Em 2021, fui reconhecido pela minha liderança no movimento que culminou na fundação do Observatório da Diversidade na Propaganda, onde atuo como diretor-executivo. Em 2023, enviei 14 cartas à mão para 14 líderes da indústria da comunicação para alertar que o Brasil é o país que mais mata pessoas trans no mundo por 14 anos consecutivos.

portfólio
Observatóro

Observatório
da Diversidade
na Propaganda

O ODP é uma associação de agências que existe para acelerar a inclusão de grupos sub-representados no mercado da comunicação, a partir de metas setoriais. Atuo como diretor-executivo desde sua fundação, em 2021. Nesse ano, o PL 504 entrou em tramitação em regime de urgência na ALESP. Esse projeto de lei associava a comunidade LGBTI a uma 'má influência' e, na prática, proibia qualquer campanha de comunicação com 'diversidade sexual'. Com a cooperação de diversas autoridades, liderei um movimento que culminou na fundação da entidade. Hoje, ela é formada por 29 agências de publicidade, todas entre as 50 maiores em operação no Brasil.

03_Ed_Residencial_10'_800-X-600_V3 (1).jpg

Realizei a curadoria dos 30 profissionais trans destacados na edição especial da Billboard, criada em parceria com a Lew'lara\TBWA para a visibilidade trans em janeiro. A renda de publicidade foi integralmente doada à Casa Neon Cunha, apoiando mulheres trans e travestis em vulnerabilidade social.

Billboard
OVER 30

OVER 30

14 cartas para 14 líderes

O Brasil é o país com o maior número de assassinatos trans por 14 anos consecutivos, segundo levantamentos da ONG suíça Trans Gender Europe e confirmado pela ANTRA (Associação Nacional de Travestis e Transexuais).

Diante dessa realidade, em janeiro de 2023, escrevi 14 cartas à mão para líderes influentes da indústria da comunicação, sensibilizando sobre a importância da formação de líderes trans. Este projeto contou com a colaboração de profissionais renomados na produção audiovisual, fotografia, estratégia de comunicação e interlocução, incluindo a DogsCanFly, com Direção Executiva de Thiago Balma, e apoio da Cia do TP, Filmes do Bem e Fabrika Locações, entre outros.

14 cartas para 14 líderes

Os destinatários escolhidos: Hugo Rodrigues, chairman do McCann Worldgroup; Eduardo Lorenzi, CEO da Publicis Brasil; Fernando Taralli, CEO da VMLY&R; Filipe Bartholomeu, CEO da AlmapBBDO; Edu Simon, CEO da Galeria; Thais Hagge, vice-presidente de marketing da Unilever; Daniel Wakswaser, CMO da Ambev; Tatiana Ponce, CMO da Natura; Eduardo Tracanella, diretor de marketing do Itaú; Aline Moda, diretora de agency business do Google; Samantha Almeida, diretora de conteúdo e criação Globo; Gabriela Comazzetto, head of global business solutions do Tik Tok; Laura Chiavone, head of agency da Meta; e Milton Beck, diretor geral do Linkedin para América Latina.

14 CARTAS

Letramento para Lideranças na Warner Bros Discovery

Em 2023, fui responsável pelo programa de desenvolvimento de liderança na WBD, durante uma programação especial que marcava a entrada da empresa no Fórum de Empresas LGBT. Com a data coincidindo com meu aniversário, aproveitei para destacar os alarmantes dados sobre a comunidade trans e defendi que nossas vidas devem ser celebradas. Durante a programação, questionei se algum dos líderes já tinha participado de um aniversário trans. Diante da surpresa geral ao perceberem que ninguém havia tido essa experiência, revelei que todos estavam convidados para o meu aniversário surpresa. A celebração acabou sendo um evento especial para todos os presentes.

LETRAMENTO

Encontro de CEOs
de agências sobre PL 504

PL 504, um ano depois: Encontro de CEOs de agências de Publicidade.

 

Em junho de 2022, marcou-se um ano do arquivamento do PL 504, projeto de lei que associava a comunidade LGBTI a uma 'má influência' e, na prática, proibia qualquer campanha de comunicação com 'diversidade sexual'. Com a ajuda de Ana Cortat, Ken Fujioka e Jef Martins, eu convoquei todos os CEOs das 30 maiores agências do Brasil para ouvir a então deputada estadual Erica Malunguinho, a maior responsável pelo arquivamento do projeto, e a ativista Neon Cunha, em uma conversa sobre representação trans na propaganda. O encontro teve cobertura do Valor Econômico.

CEOS
CONSULTRIA PAJUBÁ